Skip to content

“A maioria de nós precisa de ovos”

26/05/2009
tags: ,

Ainda com total influência de Woody Allen, resolvi falar sobre a confusão que o amor trás para nossas vidas.

Inspirada pela reflexão feita por Allen sobre o diálogo da última cena do filme Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall, 1977), lanço a minha reflexão:

…Só para organizar as ideias…

O diálogo:

 Um homem diz a um psiquiatra: “Doutor, meu irmão é maluco, ele pensa que é uma galinha”. O médico diz: “Então, porque você não o interna?”. Ao que Allen responde: “Bem, eu o internaria, mas acontece que preciso dos ovos”.

A pequena, porém brilhante, reflexão de Allen: 

“Assim é como me sinto sobre relacionamentos, eles são completamente irracionais, malucos, absurdos, mas continuamos, insistimos porque a maioria de nós precisa dos ovos”.

A minha média, porém nada brilhante, reflexão:

“Tudo isso me faz parar e pensar em muitas coisas: Já que o amor dói, estraçalha, cega… Porque somos movidos à essa ânsia de precisar e querer tanto alguém para amar? Para que essa necessidade quase mortal, de casar e ser feliz com alguém? Quem não casa não é feliz? Casar-se com a vida, com a natureza, com a alma, não é uma forma de felicidade?

Vivemos uma busca constante sobre nós mesmos, e muitas vezes colocamos toda nossa felicidade e glória nas costas de um outro alguém. Desculpem-me as desesperadas por casamento, mas estou casando porque simplesmente encontrei uma pessoa que hoje, para mim, é a mais especial, porém, tudo pode mudar. Não, não sou uma louca descrente do amor, porque simplesmente amo, mas não estou colocando em cima de outra pessoa todas as minhas expectativas. As minhas expectativas estão em mim, eu sou feliz por mim, eu me completo.

Para que ter a metade da laranja se duas laranjas podem dar um suco muito maior? Porque se diminuir a uma metade? Eu não sou metade eu sou inteira, de alma e coração. Ao meu lado também procurei uma pessoas inteira, não para me completar e sim para somar.

Cuidado com o desejar demais, com o esperar demais. Não devemos esperar dos outros absolutamente nada, devemos nos bastar.

Acho muito triste ter ovos simplesmente por precisar deles…”

1154166_egg_2Just think!

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. beijodepracinha permalink
    26/05/2009 17:53

    Ótima reflexao. Eu concordo com voce e vou mais longe: nao me caso com ele para ser ou fazer feliz, porque felicidade constante não é um objetivo de vida, e nem acredito que seja possivel. Precisamos dos altos e baixos da vida para nao perdermos a referencia e valorizarmos sempre as bêncaos que temos. Eu me caso para estar junto com alguem que me conhece e ama e confia em mim, que eu amo e conheco e confio, e consequentemente podemos nos entender como ninguem. Na alegria e também na tristeza. Beijos!

  2. Brígida permalink
    26/05/2009 19:23

    humm adoro uma reflexão!
    é sempre bom parar p/ pensar se estamos agindo de maneira certa quando o assunto é o nosso coração…
    no começo eu sempre me encontrava no sonho de fada…mas depois,ate hj na verdade, tento me “acordar p/ realidade”…
    mtas vezes me pego vivendo a felicidade do outro,achando que essa eh a minha…
    =s
    mas a vida eh uma eterna escola ne?!
    😉

    bjinhos
    =***

  3. Silvania permalink
    27/05/2009 12:40

    Olá! Ótima reflexão…
    Recebí uma visita sua no meu blog, fazia tempo q não passava por lá, meu blog é DIÁRIO DE UMA NOIVA, meu noivado acabou….por isso nõ passso por lá, não gosto de ler nem lembrar daqueles posts…tenho outro blog agora, precisando, pode entraar em contato ta?
    Bjaooo

  4. 27/05/2009 15:00

    Nossa adorei sua forma de pensar…
    Se a grande maioria das pessoas pensasse como vc, teriamos um mundo com pessoas muito mais felizes e alto confiante. Mas, ao contrario disso, a grande maioria pensa o oposto de vc e por isso tanta infelicidade no mundo, tanta insegurança.

    Bjos! E Parabens por ter uma cabeça tão pra frente!

  5. 28/05/2009 3:08

    Não vou refletir sobre esse assunto. Tô magoado ainda. =/ Mas vai passar… Um dia me disseram que um amor cura o outro… Não sei… Mas, enfim…

    Obrigado pelo link!

    • 28/05/2009 17:14

      Nada fácil mesmo refletir sobre o amor…. mas as vezes ajuda… rsrsrs

      Bjos

  6. 28/05/2009 17:14

    Um dia eu li um texto no blog da Ná, falando daquele homem que queria café da manhã na cama, vc leu?
    O que achei mais foda foi quando ele disse: “pros solteiros: se você está esperado se casar pra ser feliz, fique solteiro, agora, se você quer se casar pra fazer outra pessoa feliz é pq você está pronto”

    É excelente. Ninguém tem que procurar nada em ninguém, tem que se bastar. A felicidade pra dois, vem quando um percebe que faz o outro feliz. Isso sim vale a pena.

    Beijos neguinha

  7. 28/05/2009 17:16

    Adorei!!!!!!!

    Estamos tão mergulhadas neste devaneio do casório que as vezes esquecemos de pensar em coisas desse tipo…

    Bjinhoooosssssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: